Dois funcionários de uma empresa que administra uma rodovia no Alabama  nos EUA contraíram a doença dos legionários, com quadros de pneumonia, ficaram hospedados no hotel Wingate Inn em Oxford por duas semanas em maio de 2008. Precisaram ser hospitalizados no dia 30 de maio de 2008. Já no dia 05 de junho agentes de saúde notificaram o hotel que ele era suspeito de ter contaminado dois de seus hóspedes com a  Legionella pneumophila e foi ordenado que se isolasse alguns equipamentos (especialmente uma banheira de hidromassagem) que que poderiam ter sido a fonte de contaminação. Ao chegar no hotel no dia 07 de junho os agentes que iriam coletar amostras para análises verificaram que o sistema de água havia sido limpo e desinfetado com adição de cloro no dia anterior.

Após se recuperaram da pneumonia, ambos, alegando carregar sequelas, processaram o hotel. Um deles morreu em janeiro desse ano de um parada cardíaca aos 44 anos (não se sabe se há relações com a legionelose). Em novembro passado, o processo que foi à juri chegou a um veredicto em apenas 50 min de audiência: indenização de 4,5 milhões de dólares a ser paga pelos proprietários do hotel.

Veja as matérias:

Jury awards Jefferson County workers who contracted Legionnaires’ disease $4.5 million @ al.com (inglês)

Jury verdict nets $4.5 million from hotel owners @ The Anniston Star (inglês)