Reuso de água de chuva pode conter riscos

Levantamento realizado na Austrália com 72 tanques de coleta de água de chuva demonstraram que 74% deles estavam contaminados com Escherichia coli e 94% com Enterococcus ssp, ambas bactérias são indicativos de contaminação fecal. Foram realizadas análises de alta precisão pela amplificação de DNA (qPCR) de quatro patógenos oportunísticos: Aeromonas hydrophila, Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa e Legionella pneumophila.  Todas as quatro bactérias foram identificadas sendo, respectivamente, encontradas em 29%, 15%, 13% e 6%. 

O método de detecção de Legionella EMA-qPCR

Pesquisadores na Itália desenvolveram um estudo acadêmico mostrando a aplicabilidade de uma nova técnica de detecção de Legionella. A necessidade de obter métodos para contagem da bactéria em amostras ambientais de água é crescente e cada vez mais a precisão desses métodos e a rapidez para um resultado se torna essencial para um tomada de ação corretiva nos sistemas de água.